fbpx
terça-feira, 23 de julho de 2024

Contato

Calor pode provocar morte súbita em jovens?

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

Sensação térmica de 57ºC, cerca de mil desmaios no estádio Nilton Santos, fãs com queimaduras de segundo grau por encostar em estruturas metálicas, proibição de entrar com água, uma jovem de 23 anos morta após passar mal no início do primeiro show de Taylor Swift no Rio de Janeiro. A ‘Eras Tour’ começou no Brasil com uma série de problemas agravados pela combinação de forte calor com problemas de estrutura: tapumes, inclusive, cobriram a área de ventilação das arquibancadas do estádio.

O Instituto Médico Legal ainda vai atestar o que provocou a morte de Ana Clara Benevides, que passou mal no começo da apresentação de sexta-feira (17) e sofreu parada cardiorrespiratória durante o atendimento médico. Mas será que os efeitos do calor podem ter provocado o óbito? O que pode provocar morte súbita em pessoas jovens?

Morte súbita

Segundo Kleisson Antônio Pontes Maia, cardiologista e diretor de Promoção de saúde da Sociedade Mineira de Cardiologia, geralmente ‘casos de morte súbita a causa tem origem no coração’, mas problemas pulmonares, vasculares e cerebrais ‘também podem levar o paciente a um óbito inesperado’.

O médico alerta que isso pode ocorrer em qualquer faixa etária, inclusive com atletas jovens e até mesmo crianças pequenas. ‘Como uma das causas mais comuns da morte súbita são as arritmias cardíacas, a existência de um desfibrilador por perto é essencial para salvar a vida do paciente’, destaca Maia. Ele alerta que, sem desfibrilador, apenas 7% das mortes são impedidas. Quando o equipamento é utilizado, a chance de sucesso sobe para 70%.

Há dezenas de causas possíveis para uma morte súbita, mas as mais comuns são:
  • Infartos fulminantes do coração: a forma mais comum
  • Arritmias cardíacas “malignas”, que podem ter origem em diversas doenças do coração
  • Insuficiência cardíaca grave
  • Miocardite
  • Cardiomiopatia hipertrófica
  • Problemas pulmonares, como embolia pulmonar (tromboembolismo pulmonar)
  • Problemas vasculares
  • Problemas cerebrais

Predisposição a doenças e desidratação

O caso de Ana Clara Benevides só será esclarecido com os laudos do Instituto Médico Legal, e não é possível levantar hipóteses do que teria ocorrido sem conhecer a paciente.

Em casos de morte súbita, um ponto que costuma chamar a atenção é a predisposição a doenças não diagnosticadas – e que muitas vezes não apresentaram sintomas.

Fonte: Itatiaia.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.