Caso Bárbara Vitória: defesa fará investigação paralela

Para tentar solucionar as dúvidas que envolvem a morte da menina Bárbara Vitória, de 10 anos, a defesa da família prepara uma investigação paralela. A informação foi repassada ao Estado de Minas pela advogada que acompanha o caso, Aline Fernandes. 

 

“Como a família ainda tem muitas dúvidas e muitas respostas não foram solucionadas pela polícia, neste momento se faz imprescindível a realização de uma investigação defensiva”, disse na manhã desta quarta-feira (3/8) durante o velório da criança.

Ainda de acordo com Aline, é preciso montar o “quebra-cabeça”, para que a família da pequena garota possam “vivenciar o luto com serenidade”.

Leia também: ‘Vou enterrar um pedaço de mim’: diz pai de menina morta na Grande BH

“E trazer paz para que Bárbara possa descansar em paz, com a sensação de justiça”, concluiu, afirmando, ainda, que os pais de Bárbara foram intimados para depoimento.

“O suspeito principal ainda não foi preso e a família não teve qualquer acesso ao depoimento dele, além dos procedimentos. Eles receberam intimação para prestar depoimento e amanhã estarei no departamento para colher informações”, afirmou.

Leia também: “Boca e braços amarrados”; mulher que achou corpo de menina conta o que viu

Jovens em vídeo não seriam suspeitos

Os dois jovens que aparecem correndo em imagens divulgadas na última segunda-feira (1/8) não seriam suspeitos do crime. Conforme a advogada, a dupla se preparava para pegar um ônibus.

“Ali é o ponto de ônibus, então eles não estavam correndo atrás da Bárbara. E ela estava correndo porque andava assim, pulando. Esses meninos estão prestando suporte para a família e prestaram condolências”, finalizou. 

Ronaldo Araújo

Outras notícias:

Publicidade

Previous
Next