Cemig vai investir R$ 6,4 bi em obras em Minas; PL, São José da Lapa, Lagoa Santa e Confins serão beneficiadas

 Cemig vai investir R$ 6,4 bi em obras em Minas; PL, São José da Lapa, Lagoa Santa e Confins serão beneficiadas
Anuncie no Por Dentro de Tudo

Presente na maior parte dos municípios mineiros, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) vai investir R$ 6,4 bilhões até o ano que vem em obras espalhadas em todo o Estado. Desse total, 34% terão como destino as regiões Norte e Noroeste.

Os aportes fazem parte do Plano de Investimento da Distribuidora, pensados a partir da modernização da gestão da companhia, que adotou uma postura focada nos clientes. A empresa prevê a melhoria da entrega de qualidade e quantidade de energia no tempo que as pessoas precisam.

“Nosso compromisso principal é prestar serviço com qualidade, preço competitivo e no menor tempo”, destaca o presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi Filho.

A companhia tem pela frente um desafio de peso: eliminar os gargalos existentes no fornecimento de energia. O objetivo é aumentar a eficiência no atendimento aos clientes, independentemente da categoria que eles se encaixam, o que inclui desde os rurais até os empresariais.

É justamente nesse momento, aliás, que entra o posicionamento moderno e o novo tipo de administração da companhia. O plano estratégico da Cemig prevê não só uma lógica privada no que diz respeito à tomada de decisões, como também o foco em resultados e a digitalização.

Os resultados, aliás, já podem ser vistos em várias partes do Estado. Entre as obras feitas pela Cemig está a entrega já realizada de 12 subestações – de um total de 80 que serão instaladas – que visam garantir a qualidade e o fornecimento de energia. A ação beneficia, sobretudo, os clientes que atuam com o agronegócio.

Para se ter uma ideia, somente na implantação da subestação Confins 1, na cidade de Confins, entregue em abril de 2019, foram investidos R$ 20 milhões.

Por meio dela, são disponibilizados 25 megavoltampére (MVA) ao sistema elétrico da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o que corresponde à demanda de 50 mil clientes. As cidades beneficiadas são Confins, Jaboticatubas, Lagoa Santa, Pedro Leopoldo, São José da Lapa, Taquaraçu de Minas e Vespasiano.

Atendimento – A modernização na Cemig, no entanto, não fica apenas no campo da gestão. E o relacionamento com o cliente também não está focado somente na melhoria da entrega.

A empresa tem investido na digitalização para alcançar resultados ainda melhores com os consumidores, com a ampla utilização de ferramentas que facilitam o contato entre as partes. Um exemplo disso é o uso do WhatsApp como mais um canal de comunicação e mudanças estratégicas no portal da companhia, que o tornaram mais responsivo.

Além disso, o número de atendimento 116 também está passando por mudanças. Os investimentos visam oferecer mais agilidade no processo.


error: Conteúdo bloqueado para cópia !!