fbpx
sexta-feira, 14 de junho de 2024

Contato

Corpo de criança morta sob suspeita de desnutrição ainda está no IML de BH após três dias

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

Três dias após a morte de um menino de sete anos, sob suspeita de desnutrição em Lagoa Santa, na Grande BH, o corpo ainda permanece no Instituto Médico Legal (IML) em Belo Horizonte. O garoto faleceu na última sexta-feira (7) na Santa Casa de Lagoa Santa, após ter sido encontrado em estado crítico e se alimentando de comida de cachorro.

A Polícia Civil informou que o corpo foi submetido a exame de necropsia e aguarda a retirada pelos familiares.

Maus-tratos e desnutrição

A criança, que estava extremamente desnutrida, teria passado seis dias sem se alimentar adequadamente e chegou a ingerir comida de cachorro, conforme relatos à polícia. A mãe, de 27 anos, e o padrasto, de 19, foram presos em flagrante por maus-tratos agravados pela morte de menor de 14 anos.

O padrasto confessou que deixava o menino sem comer por dias como punição, alegando que a comida era insuficiente para todas as crianças da casa. Ele não procurou ajuda médica para evitar ser preso. A mãe confirmou ter visto o filho se alimentando de comida de cachorro, mas não deu mais detalhes sobre o caso.

Um vizinho relatou à polícia que todas as crianças da casa estavam muito magras e que tentou levar o menino ao hospital, mas o padrasto impediu, afirmando que a criança era alérgica e estava recebendo tratamento adequado.

Foto: Carlos Eduardo Alvim/TV Globo

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.