quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Contato

Covid-19: aumento de casos em Belo Horizonte preocupa cidadãos

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

O aumento no número de casos de covid-19 em Belo Horizonte preocupa a população da capital. Só na última semana, a doença, que fez a prefeitura de Santa Luzia voltar a exigir uso de máscaras, provocou cinco mortes em BH, conforme a Prefeitura. Diante do quadro, alguns cidadãos já estão até mesmo adotando de novo as medidas de prevenção do período da pandemia. 

Apreensivo com a situação da doença, o comprador Roberto Luiz da Silva, de 44 anos, levou o filho Heitor, de 7, para se vacinar na Campanha Nacional de Multivacinação. Um dos imunizantes foi o que combate a covid-19. Além da vacina, segundo Roberto, a família já voltou a tomar medidas de proteção do período pandêmico. 

“O uso de máscaras vai ser importante, inclusive em ambientes hospitalares e ambientes públicos, e a higienização das mãos. E pro meu filho, que é criança, falo para não colocar a mão no nariz, na boca e no olho”, descreve Roberto. 

A professora Maíse de Castro Ribeiro, de 37 anos, também levou o filho para se imunizar contra a covid-19. Ela classifica a alta de casos da doença como “desesperadora”. “A gente viveu tempos dificílimos. A gente não quer viver aquilo de novo. Eu trabalho com crianças, a gente sabe que criança passa muito fácil. Tem que se cuidar”, opina a professora. 

Na família de Maíse, ela garante: algumas medidas de prevenção já estão de volta. “O álcool voltou com força total. A máscara, a gente ainda está com restrição, mas se for necessário, a gente vai voltar a usar”, promete. 

Outro pai a levar os filhos para se vacinar contra a covid-19 é o engenheiro Cláudio Moreno, de 40 anos. Ele já planejava aproveitar a Campanha Nacional de Multivacinação para vacinar os pequenos. A alta de casos da doença foi um empurrão a mais. “É uma doença perigosa. A gente já viu quanta gente perdemos em 2020 e 2021”, relembra Cláudio, que diz que um dos casos ocorreu na própria família. 

“Um sobrinho nosso, de 26 anos, cheio de saúde, faleceu pela covid-19”, lamenta. Apesar da preocupação, Cláudio ainda não acha necessário retomar medidas de prevenção, mas garante que está acompanhando o quadro da covid de perto para avaliar as precauções.

“Máscara, em período gripal, a gente já usa para trabalhar. O álcool, a gente nunca deixou de usar. Agora é ficar atento ao noticiário para tomar as medidas cabíveis”, pontua. 

Especialistas avaliam que as máscaras deveriam voltar a ser usadas em Belo Horizonte. A semana com o maior número de casos confirmados foi entre os dias 18 e 25 de outubro, com 897 novos testes positivados. 

Na última quinta-feira (2 de novembro), a Prefeitura de Belo Horizonte publicou um comunicado alertando sobre a baixa cobertura vacinal, principalmente para o público de crianças e adolescentes. 

Fonte: O Tempo.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.