Especialista cobra investimento para resolver falta de água na RMBH

Apesar do período de estiagem pelo qual o sistema Rio das Velhas passa nos últimos meses, a maioria dos reservatórios que abastecem Belo Horizonte e região metropolitana está no nível verde. Mesmo assim, tem sido constante as reclamações de que a água não chega a locais de cidades como, Matozinhos, Pedro Leopoldo, Esmeraldas e Ribeirão das Neves.

O sistema Paraopeba está com capacidade de 81,7%, o Rio Manso de 80%, o Serra azul de 89% e o Vargem das Flores de 71,9%. Com bastante água disponível, o professor Marco Poliano, coordenador do projeto Manuelzão, destaca que é preciso fazer investimento no sistema de operação e distribuição para amenizar o problema. 

“É preciso entender melhor o que está acontecendo no sistema de distribuição, porque com os reservatórios no nível que estão não era para que a população ficasse sem abastecimento. Tem chegado para a gente relato de pessoas que estão há quatro, cinco dias sem água. Imagina o risco que isso implica inclusive com a pandemia porque água e sabão são essenciais para fazer a limpeza”, avalia. 

O professor descarta que o problema de falta de água esteja atrelado somente às ligações clandestinas. “Elas sempre existiram, não são um fato novo. Acho que a gente tem que verificar o que está acontecendo no sistema de destruição”, ressalta.

Ele também cobra que seja implementado um plano de segurança hídrica para Belo Horizonte. “Tem que ter mais investimentos para garantir que as pessoas não sejam desassistidas nesse bem essencial que é a água”, completa.

Superintendente da Unidade de Negócios da Região Metropolitana da Copasa, Sérgio Neves Pacheco diz que a companhia conta com equipes nos lugares em que há falta de água. “Fazendo manobras operacionais. Tem caminhões pipas rodando para complementar a condição de abastecimento”, cita.

Demora no atendimento

Outra cobrança que tem sido feita é quanto a demora no atendimento. O gerente superintendente da Copasa ressalta que devido à pandemia o atendimento presencial foi suspenso e todo sistema teve que ser adaptado para receber as demandas virtualmente.

Protocolos são estudados para retomada do atendimento presencial da Copasa, o que deve acontecer em breve. 

Fonte: Itatiaia.

Publicidade

Previous
Next
error: Conteúdo bloqueado para cópia !!