fbpx
domingo, 14 de julho de 2024

Contato

Herdeiros de Anderson Leonardo proíbem Molejo de usar nome do grupo

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

Em um desentendimento que surgiu um mês após a morte de Anderson Leonardo, ex-vocalista do grupo Molejo, os herdeiros do cantor proibiram a banda de usar o nome “Molejo”. Anderson faleceu aos 51 anos no dia 26 de abril de 2024.

Os conflitos começaram quando Leo Bradock, filho do ex-vocalista, foi indicado para substituir seu pai na banda, mas os outros integrantes recusaram. Além disso, os herdeiros ficaram insatisfeitos com a decisão dos músicos de não continuar a carreira sob a gestão da empresa que pertencia a Anderson Leonardo.

“Os herdeiros de Anderson Leonardo foram surpreendidos ao serem informados pelos demais integrantes, por intermédio de advogado e após 19 dias do falecimento de Anderson Leonardo, especificamente em 15 de maio de 2024, que a banda não seria mais representada pela empresa de Anderson, Molejo & Molejo Produções e Eventos LTDA. Essa empresa é a titular da marca Molejo e correlatas do grupo, que pertencia exclusivamente a Anderson Leonardo”, afirmou o advogado dos herdeiros.

A empresa Molejo & Molejo Produções e Eventos LTDA, que detinha os direitos sobre a marca, enfrenta problemas financeiros, incluindo dívidas e salários atrasados.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.