Untitled Document
megamenu.js | Last responsive megamenu you'll ever need
jQuery Devrama Slider Demo
Voluntário dorme na rua para chamar atenção da sociedade e mostra dificuldade de quem vive nessa situação
Voluntário dorme na rua para chamar atenção da sociedade e mostra dificuldade de quem vive nessa situação
Da Redação
Por Dentro de Tudo
Publicada 09/07/2019

O vento gelado bate junto à insegurança de viver nas ruas. O medo e a incerteza são realidade para muitas pessoas que vivem nessa situação de vulnerabilidade. São histórias que muitas vezes passam despercebidas pela maioria das pessoas, o que não as torna invisíveis. Assista o vídeo abaixo.

Por isso, o Bombeiro Civil Voluntário Denis Valério, morador de Pedro Leopoldo, resolveu se colocar no lugar do próximo e dormiu uma noite na rua, de segunda para terça-feira (09). Uma experiência que jamais será esquecida. “É preciso nos colocar no lugar do próximo. Foi uma forma de chamar a atenção da sociedade para esta causa. Levei um termômetro analógico que chegou a registrar 8ºC. Foi uma noite fria, mas segundo os companheiros que conheci e fiz amizade, já teve noites piores. A situação é bem incômoda, faz bastante frio e o perigo é iminente. Deu para perceber as dificuldades que eles passam diariamente”, contou Denis.

O local escolhido para a experiência foi a rotatória da rodoviária, localizada na entrada da cidade, onde o voluntário conheceu dois moradores. Através desses dois cidadãos, teve acesso a detalhes da vida na rua. “É uma situação muito difícil, chega a dar tristeza. Quem mora na rua fica sem lugar para conviver com a sociedade que, por sua vez, precisa cobrar do poder público ajuda para essas pessoas. Eu senti na pele o que eles passam. Que façamos uma campanha do agasalho para doar roupas e agasalhos para essas pessoas”, finalizou.

Frio intenso - No último domingo (7), BH e a região metropolitana amanheceu gelada. Em alguns pontos, os termômetros marcaram 5,7ºC, como na região do bairro Buritis. Porém, a sensação térmica foi de -9ºC.

Ação em PL – No final de maio, a Prefeitura de Pedro Leopoldo divulgou uma iniciativa voltada para os moradores de rua, visando minimizar os problemas e buscando a reinserção na sociedade. A ação integrada contou com a participação do CREAS e CRAS Sul, promovendo café da manhã e rodas de conversas, com a intenção de orientar, conhecer as histórias de vida e procurar reestabelecer laços familiares e comunitários.

“Importante reforçar sempre que, assim como qualquer outro cidadão, os moradores de rua também possuem direitos e deveres, precisando ser respeitados enquanto tal. É necessário que a população saiba conviver com esse público de forma respeitosa e igual”, destacou Helder Diniz.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social, a maioria dos moradores de rua é do próprio município e optou pelas ruas por ter rompido vínculos familiares por diversos motivos, sendo, o uso de drogas, um dos principais fatores.

Reportagem: Ronaldo Araújo.


 Documento sem título
Comentários