Untitled Document
Buscas
jQuery Devrama Slider Demo
Na presença de moradores, Prefeito apresenta projetos para reconstrução dos bairros São Paulo, São José e Presidente, em Matozinhos
Na presença de moradores, Prefeito apresenta projetos para reconstrução dos bairros São Paulo, São José e Presidente, em Matozinhos
Por Ronaldo Araújo
Repórter
Publicado 07/06/2018

Os projetos de drenagem pluvial, pavimentação asfáltica e sinalização dos bairros São Paulo, São José e Presidente, em Matozinhos, foram apresentados pelo Prefeito Antônio Divino à população. A cerimônia aconteceu na manhã desta quinta-feira (07), na Prefeitura Municipal, e contou com a presença de aproximadamente 50 moradores e representantes dos três bairros. O município tenta o fiinanciamento pela Caixa Econômica Federal com recursos acima dos R$ 50 milhões, que poderá, ou não, ser autorizado pelo Ministro das Cidades, Alexandre Baldy. A iniciativa serviu para deixar os moradores a par do que está sendo feito.

Em resumo, segundo o Prefeito Antônio Divino, todos os trâmites legais já foram realizados. “Uma obra comum é super burocrática, imagina essa na casa dos 50 milhões de reais, com mais  de 100 vias públicas contempladas. Isso representa um endividamento do município por mais de 20 anos. Para chegarmos nesse ponto, precisamos passar por diversas etapas. Fomos avaliados pela Caixa, que garantiu a regularidade fiscal do município, fizemos uma carta-consulta ao Ministério das Cidades, demonstrando interesse no financiamento, além da elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e dos projetos técnicos. Tudo isso demandou tempo, agilidade e dinheiro. Sem o empréstimo, seguramente, daqui a 30 anos, Matozinhos ainda não terá feito essa obra. A presença do povo aqui é muito importante. Poderíamos simplesmente receber os projetos e ir para Brasília, mas achei importante que as pessoas saibam o que está acontecendo”, explicou.

Os três projetos, as planilhas de custos e o Plano Municipal de Saneamento foram expostos na mesa principal do gabinete do Prefeito para que qualquer cidadão presente pudesse folhear. “O valor dos projetos aqui na mesa, seguramente, dava para reformar uma rua, mas, como ficariam as outras 100? Não seria justo, pois sabemos que todos sofrem. Nós mobilizamos Senadores e o Deputado Federal Saraiva Felipe e fizemos o trabalho que era necessário. Agora, está nas mãos do Ministro das Cidades, ele vai resolver se vai assinar o contrato de empréstimo ou não”, concluiu Divino.

Comitê Gestor do Executivo

Se autorizado pelo Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o município vai constituir uma comissão para acompanhamento durante a execução da obra, que tem prazo de duração de 30 meses. “Vou pedir o Ministério Público, o CRC e o CREA para indicarem representantes para que possamos formar o comitê executivo. Eles acompanharão toda a execuação do serviço e cada centavo que for aplicado, desde o momento do Edital de Licitação até a prestação de contas para a população”, disse.

Sem pressão

Durante a reunião, Antônio Divino também falou sobre os comentários nas redes sociais e sobre o prazo estipulado pela Rede Globo durante matéria gravada no início de maio no bairro São Paulo. “Primeiro que não fui eleito pela Globo, fui pelo povo de Matozinhos. Depois, preciso de dinheiro para fazer a obra acontecer. Vir dar prazo sem falar a fonte de recurso, para mim não falou nada. Nem ouço, pois estamos fazendo as coisas da forma correta”.

Mais sobre a obra

Conforme apurado, durante cinco meses a empresa vencedora do proceesso licitatório, Planep Planejamento, realizou georreferenciamento, estudos das bacias hidrográficas da região, levantamento topográfico, estudos de sondagem, levantamento de todas as interferências existentes nas ruas dos bairros e definiu o melhor método para a execução das obras.

A reconstrução dos bairros será dividida em 10 lotes, ou seja, 10 empresas diferentes trabalharão simultaneamente. O prazo de execução é de 30 meses a partir da ordem de serviço. Porém, somente depois dos trâmites legais é que o serviço começará a ser executado pois, caso o Ministro das Cidades autorize o empréstimo, será necessário a realização de um processo licitatório para contratação das empresas. Em resumo, se tudo der certo, o início seria nos primeiros meses de 2019.

Mas, o que disseram os moradores?

Para o Presidente da Associação de Moradores do bairro São Paulo, Adriano Roberto, a aproximação do povo com o governo é necessária e de fundamental importância para entendimento da situação. “Temos que torcer para que o ‘homem da caneta’, em Brasília, autorize o empréstimo. É bom que a população saiba como funciona, o que tem sido feito, mas não podem esquecer que estamos sofrendo há anos. É preciso ter agilidadade e soluções efetivas”, disse.

A moradora Ângela, do bairro São José, disse acreditar que o projeto vai sair. “Eu acredito que vão conseguir. É preciso e Deus vai iluminar essas pessoas. Sofremos muito no bairro, mas vejo que estão tentando uma mudança. É preciso acreditar”.

Já a moradora Vânia Reis, do bairro São Paulo, afirmou que vai retransmitir as informações para os vizinhos que não puderam comparecer à reunião. “Achei interessante a presença da população. Veio muita gente. Nunca havia sido convidada para nada nesse sentido. Passo a acreditar, pois eu ouvi a explicação e vi os projetos na mesa”.

Por fim, Dona Isabel Ferreira, Presidente da Associação de Moradores do bairro Presidente, comemorou a conclusão dos projetos. “Muito feliz. Tenho Fé que vamos conseguir e o bairro Presidente será um dos primeiros contemplados”.

A cerimônia contou, ainda, com a participação de vereadores, secretários, do Pároco da Igreja do Senhor Bom Jesus e do Pastor José das Dores.

Matéria nos três bairros – O Jornal Por Dentro de Tudo está gravando uma reportagem especial sobre a situação dos bairros Presidente, São José e São Paulo, em Matozinhos. Nela, os moradores mostram a realidade em que vivem. A publicação acontecerá no início da próxima semana. Aguardem!

Reportagem e fotos: Ronaldo Araújo.

 Documento sem título
Comentários