Untitled Document
Buscas
jQuery Devrama Slider Demo
Prefeitura alerta que pode faltar pagamento para servidores de Pedro Leopoldo
Prefeitura alerta que pode faltar pagamento para servidores de Pedro Leopoldo
Por Ronaldo Araújo
Repórter
Publicado 09/08/2018

A última atualização da dívida do Governo de Minas Gerais com o município de Pedro Leopoldo enviada pela Associação Mineira dos Municípios (AMM) preocupou a Secretaria Municipal de Educação. Isso porque os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), repassados pelo Governo do Estado para garantir o pagamento de professores, educadores, diretores, coordenadores, vice-diretores e pedagogos da Rede Municipal, acumula um débito de R$ 4.141.078,50.

De acordo com a Secretária Municipal de Educação, Denise Botelho, a folha mensal, que é paga com recursos do Fundo, é de pouco mais de R$ 1,2 milhão. "Mensalmente, o Governo do Estado não tem repassado os valores devidos. Hoje temos em caixa apenas R$ 435mil, o que representa apenas 30% da folha total do mês para o acerto dos servidores", disse. Ainda de acordo com Denise, o repasse é realizado em três datas, e a primeira parcela foi de apenas R$ 35mil.

Por este motivo, foi realizada na manhã desta quinta-feira (09) uma reunião no espaço Multiuso da Secretaria Municipal de Educação com diretores, vice-diretores, coordenadoras das escolas e CEMAIs. O  Prefeito Cristiano Marião alertou os gestores que, possivelmente, o pagamento do mês de agosto não será cumprido caso o Governo não repasse os valores, que por Lei, devem ser enviados ao município. "A situação está caótica em todo o Estado. Alguns municípios, em virtude da falta de planejamento do Estado, já paralisaram as atividades e estão parcelando salários desde o mês de junho e, mesmo com todas as dificuldades, nós conseguimos cumprir até o mês de julho, porém comprometendo até os recursos que seriam para o décimo terceiro salário, férias e rescisão de contratos", alertou.

Além do FUNDEB, há ainda o atraso de quatro parcelas no pagamento do transporte escolar, o equivalente a R$ 87.840,00 e R$ 362.007,12 de juros e correções do Fundo. 

Manifestação - No próximo dia 21, cerca de 500 municípios participarão da manifestação na Cidade Administrativa que reivindicará ao Governo do Estado o pagamento da dívida com os municípios, acumulada em R$ 7,6 bilhões.

Da redação. 

 Documento sem título
Comentários