OAB tem o maior número de mineiros aprovados da história

O exame da OAB, prova que é um dos requisitos para que bacharéis em direito se tornem advogados nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil, teve o maior índice de aprovados em Minas Gerais desde sua unificação, em 2010.
 

Foram 35% aprovados entre os candidatos de Minas Gerais inscritos no exame na edição de 2021.
 

O percentual corresponde a 5.399 candidatos de um total de 15.577 inscritos que realizaram a 33ª edição da prova.
 

O número supera o percentual da 10ª edição, em 2013, quando 32% dos candidatos foram aprovados.

 
As duas últimas edições tiveram 21% e 24% aprovados entre os inscritos de
Minas Gerais, respectivamente.
 

Apesar da melhora nos rendimentos dos candidatos, o índice ainda é considerado baixo pela OAB.

 
Segundo a entidade, boa parte dos cursos recém autorizados pelo Ministério da Educação têm sido reprovados pela OAB Nacional.
 

Nenhum curso de direito de Minas Gerais com mais de duas pessoas inscritas teve 100% de aprovação no exame da edição de 2021.
 

O melhor rendimento foi o dos bacharéis da Universidade Federal de Viçosa, com 79,41% dos candidatos aprovados, seguida pela Faculdade de Direito da UFMG, com 76,5%.
 

“Ainda precisamos avançar muito na formação de futuros advogadas e advogadas. A OAB tem o compromisso de lutar e contribuir com a modernização do ensino jurídico brasileiro, sem dispor de sua qualidade, eficiência e superioridade técnico-científica”, afirma o presidente da OAB Nacional, Beto Simonetti.

 
Para o presidente da Comissão Nacional de Exame de Ordem, Marco Aurélio Choy, a prova é um instrumento que confere equidade à advocacia.
 

“É um case de sucesso por ser o maior concurso jurídico do mundo. Mudanças e novidades são pensadas sempre, com o intuito de melhorar a aplicação, mas tudo feito com parcimônia. O Exame de Ordem é, sem dúvida, um meio de suma importância para o Direito”, entende Choy.
 

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) é a entidade de representação dos advogados brasileiros, com 1,3 milhão de profissionais registrados.
 

A instituição é responsável pela regulamentação da advocacia, pela aplicação do Exame de Ordem dos advogados no país e, a cada gestão, divulga o Selo OAB Recomenda, com a lista dos cursos de direito que atendem aos requisitos mínimos de qualidade técnicos e éticos de sua prática profissional.
 

Ronaldo Araújo

Outras notícias:

Publicidade

Previous
Next