fbpx
terça-feira, 23 de julho de 2024

Contato

Onda de calor aumenta risco de diarreias em crianças, alerta secretário estadual de Saúde

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

O calor extremo é sinônimo de alerta em Minas. Uma das principais preocupações é com a saúde das crianças, que podem desenvolver quadros graves de diarreias. Outra situação que merece cuidado redobrado é com a dengue. As temperaturas elevadas podem favorecer a infestação do mosquito transmissor da doença. 

O cenário de preocupação foi destacado pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Baccheretti. “Essa época também é a época das diarreias, que podem ser prejudiciais para os menores. Então, se somar esse calor e a diarreia, isso pode ser um problema”, disse.

Como forma de evitar esses casos, Baccheretti afirma que o governo tem feito campanhas para reforçar a importância da hidratação e alertar as pessoas sobre os riscos. Profissionais de saúde também têm sido capacitados para os atendimentos, informou o Estado.

Baccheretti também alertou para o risco das enfermidades transmitidas pelo Aedes aegypti: dengue, zika e chikungunya. “As arboviroses são doenças do calor e da chuva. E nós estamos tendo um ano ainda mais quente que o normal, o que pode, sim, gerar um desequilíbrio e gerar ainda mais casos”. Só neste ano, mais de 400 mil mineiros ficaram doentes.

Calor
Minas enfrenta forte onda de calor pelo menos até quinta-feira (16). Nesta segunda (13), Belo Horizonte bateu recorde de temperatura em novembro, com 37,3°C. É o segundo dia mais quentes do ano na capital.

Fonte: Hoje em Dia.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.