sábado, 13 de abril de 2024

Contato

Parceria entre Senac e Associação Circuito Turístico das Grutas (IGR Grutas) fortalece turismo e gastronomia de 15 municípios

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

O Senac em Minas e o Circuito das Grutas convidam empreendedores e demais componentes da cadeia produtiva do turismo e gastronomia dos 15 municípios que compõem a Rota do Frango para a apresentação de uma pesquisa inédita sobre a identidade alimentar da região. O estudo, realizado pelo Programa Primórdios da Cozinha Mineira do Senac em Minas, entrevistou mais de 78 empreendedores das cidades da Rota do Frango e tem como principal objetivo fortalecer e integrar o turismo por meio da valorização da gastronomia local. As apresentações serão realizadas em Lagoa Santa e Sete Lagoas, nos dias 3 e 4 de abril. Foram convidados representantes de 36 restaurantes, cinco empresas do setor de bebidas e 47 entrevistados.  

“A iniciativa, uma parceria com a Associação Circuito Turístico das Grutas, desvenda a cultura gastronômica da região e apresenta sua gastronomia como resultado de uma história alimentar pouco conhecida, que guarda um importante capítulo da identidade da Cozinha Mineira vista a partir do sertão das Gerais. Muitos segredos e novidades surpreendentes estão sendo desvendados pela pesquisa. Além dos registros dessa história alimentar, os achados serão apresentados como potenciais elementos de fortalecimento da renda e valor à cadeia produtiva, por meio da qualificação gratuita dos envolvidos e, consequentemente, a valorização e a potencialização dos produtos e serviços para o mercado”, resume o diretor de Hospitalidade e Gastronomia do Senac, Edson Puiati. O programa é dividido entre pesquisa, feita pelo Programa Primórdios da Cozinha Mineira, e capacitação.   

Entre as cidades que fazem parte da rota com todas as delícias do frango em suas diversas formas de sabores e fazeres estão Sete Lagoas, Prudente de Morais, Matozinhos, Capim Branco, Pedro Leopoldo, Confins, São José da Lapa, Lagoa Santa, Santana de Pirapama, Jequitibá, Caetanópolis, Paraopeba, Cordisburgo, Fortuna de Minas e Cachoeira da Prata.

Etapas   

Durante 45 dias em campo, foram realizadas 78 entrevistas com empreendedores das cidades da Rota do Frango. “Identificamos as características de cada cidade, como tipo de carnes consumidas, frutas mais comuns, legumes, assim como verduras antigas em uso, bebidas e sobremesas”, conta a gerente de Projetos Especiais do Senac, Vani Pedrosa.      

A partir dos resultados, o Senac realizará, nos meses de abril e maio, capacitações e práticas para elaboração dos pratos. Durante o período, os empreendedores e funcionários dos restaurantes aprenderão sobre as boas práticas na manipulação de alimentos, desenvolvimento de técnicas e apresentação do prato, seleção de produtos, criação de novos pratos e bebidas, entre outros pontos, sempre preservando a identidade local. No treinamento, serão abordados também conteúdos que contribuem para um melhor atendimento, precificação, divulgação em redes sociais, plano de inserção do prato nas rotas turísticas locais e hotelaria.

Fortalecimento do turismo  

Edson Puiati reforça que a iniciativa irá contribuir para o fortalecimento da Rota. “O Senac conta com produtos e serviços desenvolvidos para auxiliar e impulsionar os negócios do comércio de bens, serviços e turismo. Vamos contribuir para a valorização dos produtos locais, mantendo sua identidade. E, por outro lado, teremos turistas mais satisfeitos com mais opções e qualidade”, resume.  

Ele ressalta que a ação chega em um momento de crescimento da atividade turística no estado. Segundo pesquisa da Fecomércio, Minas Gerais encerrou 2023 em posição de destaque no país, apresentando um crescimento de 15% em seu território, o maior entre os demais estados.

Senac em Minas    

Com um olhar atento às tendências mundiais e no contexto da Revolução 4.0, o Senac, que faz parte do Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac e Sindicatos Empresariais, que integra a CNC – Confederação Nacional do Comércio, tem como propósito oferecer educação profissional de qualidade, com base nas demandas empresariais e sociais, e nas tendências do mundo do trabalho, da inovação e dos princípios de sustentabilidade. O portfólio de cursos da instituição é desenvolvido com base na necessidade do mercado, considerando pesquisas, estudos e contatos diretos com os empresários. São 41 unidades educacionais distribuídas no estado e 12 carretas móveis que reproduzem os ambientes das salas de aula.     

O Senac oferece opções de cursos livres, técnicos, graduação e MBA, que permitem uma formação complementar transversal, o chamado itinerário formativo. O aluno pode traçar sua trajetória partindo dos cursos de formação inicial chegando ao ensino superior ou vice-versa. Além disso, a variedade de segmentos de atuação (gestão, saúde, gastronomia, comércio, idiomas, tecnologia da informação, moda, segurança, beleza, meio ambiente, turismo, design, produção de alimentos, entre outros) corroboram com uma formação diferenciada.  

Foto: Sandra Souto Senac

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.