fbpx
domingo, 14 de julho de 2024

Contato

Pedroleopoldense encontrada morta em rodovia nos EUA foi identificada pela arcada dentária

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

A mineira Suzan Christian Barbosa Ferreira, de 42 anos, foi encontrada nua às margens de uma estrada na zona rural de Detroit, nos Estados Unidos. O corpo foi identificado por meio da arcada dentária, após familiares enviarem um raio-X para os Estados Unidos.

A mãe e a irmã da vítima discutiram o caso em uma entrevista ao programa “Encontro”, da TV Globo, na manhã desta terça-feira (9). Suzan havia desaparecido por uma semana, levando seus familiares a realizar buscas online sobre mortes e desaparecimentos nos EUA, até encontrarem um caso em Detroit, no último dia 2 de julho.

“Meu cunhado entrou em contato com o detetive mencionado na reportagem. Ele logo respondeu e pedimos o telefone, a foto e o passaporte dela. No dia seguinte, o detetive fez algumas perguntas e solicitou um raio-X dentário para comparar com a arcada do cadáver”, relatou Roberta Natiara, irmã da vítima, em entrevista ao programa.

Segundo a irmã, após algumas horas, o detetive confirmou que o raio-X correspondia ao corpo encontrado na rodovia.

Repatriação do Corpo e Despesas

A família de Suzan reside em Pedro Leopoldo, na Grande Belo Horizonte, e está buscando ajuda para trazer o corpo de volta ao Brasil. A legislação brasileira não permite que recursos públicos sejam utilizados para esse tipo de traslado, e os custos estimados são de aproximadamente R$ 100 mil.

“Os custos são muito altos e não disponho de todo esse dinheiro. Peço encarecidamente por ajuda. Precisamos contratar serviços funerários, obter a certidão de óbito e não temos muito tempo. Precisamos resolver isso rapidamente para cuidar das coisas dela aqui e da minha sobrinha, que é menor de idade e ficará sob minha responsabilidade”, explicou Roberta Natiara.

Vida de Suzan e Viagem aos EUA

Suzan era a filha do meio entre três irmãs e mãe de dois filhos, um menino de 5 anos e uma adolescente de 15. Ela residia em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com sua família. Há seis meses, Suzan trabalhava com a irmã e o cunhado em uma loja de produtos importados. No início de junho, viajou sozinha para os Estados Unidos em busca de fornecedores para os negócios da família.

Circunstâncias da Morte

Suzan foi encontrada morta na zona rural de Detroit no dia 30 de junho, sem roupas, às margens de uma rodovia. A brasileira havia desaparecido por uma semana antes de ser localizada sem vida. Médicos legistas ainda não determinaram a causa da morte, mas a principal suspeita da polícia é de crime sexual.

Na última mensagem enviada à família, em 22 de junho, Suzan disse que estava em um hotel, cansada, e iria tomar banho e descansar. Roberta percebeu o sumiço da irmã quando ela deixou de fazer ligações de vídeo e enviar mensagens.

O Itamaraty informou que “está em contato com as autoridades locais e com os familiares da cidadã brasileira, para prestar a assistência consular cabível”.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.