fbpx
domingo, 14 de julho de 2024

Contato

Pedroleopoldense encontrada morta em rodovia nos EUA: o que se sabe e o que falta esclarecer

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

Uma mineira de 42 anos foi encontrada morta, às margens de uma rodovia, nos Estados Unidos, no dia 30 de junho. Segundo a família da vítima, ela foi encontrada nua, e a polícia suspeita de crime sexual. 

Veja, abaixo, o que se sabe e o que falta esclarecer sobre o caso: 

Uma brasileira foi encontrada morta na zona rural de Detroit, nos Estados Unidos, no dia 30 de junho. A vítima estava sem roupas, às margens de uma rodovia. 

Segundo a família, ela tinha ido para os Estados Unidos havia cerca de um mês e ficou desaparecida por uma semana antes de ser localizada sem vida. 

Ainda de acordo com familiares, a principal suspeita da polícia é de crime sexual

Suzan Christian Barbosa Ferreira tinha 42 anos, era a filha do meio entre três irmãs e mãe de dois, um menino de 5 anos e uma adolescente de 15. Ela morava em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, junto com a família. 

Há seis meses, trabalhava como funcionária da irmã e do cunhado em uma loja de produtos importados. No início de junho, viajou sozinha para os Estados Unidos em busca de fornecedores para os negócios da família. Foi a primeira vez que Suzan saiu do Brasil. 

Brasileira assassinada nos EUA: vídeo mostra vítima passeando com amiga 

Segundo a família, ela sempre foi muito batalhadora e, para ajudar em casa, começou a trabalhar aos 13 anos

“Era uma pessoa vaidosa, gostava de ser arrumar, alegre, tinha um jeito leve de viver. Era muito bondosa. Tirava dela para dar aos outros. Chegava a ser ingênua, boba. Por isso que acho que ela pode ter caído em algum golpe”, disse Roberta Barbosa Ferreira, irmã da vítima.

A mãe dela, Irene Maria Barbosa, disse que a filha era muito guerreira e querida, tinha “o coração muito bom” e “ajudava as pessoas”

Qual a última notícia que a família recebeu da vítima?

Segundo a irmã de Suzan, Roberta Barbosa Ferreira, na última mensagem enviada, a brasileira disse que estava em um hotel, cansada, e iria tomar banho e descansar. 

Roberta percebeu o sumiço da irmã depois que ela deixou de fazer ligações de vídeo e enviar mensagens. 

'Dor que eu não sei explicar', lamenta mãe de brasileira encontrada morta nos EUA

‘Dor que eu não sei explicar’, lamenta mãe de brasileira encontrada morta nos EUA 

O corpo de Suzan já foi levado para o Brasil?

Não. A família de Suzan está pedindo ajuda financeira para trazer o corpo ao Brasil. Segundo os parentes, os gastos com o transporte devem ficar em torno de R$ 100 mil

O Itamaraty disse que “está em contato com as autoridades locais e com os familiares da cidadã brasileira, para prestar a assistência consular cabível”. Em relação aos translado do corpo, o órgão afirmou que, por lei, o transporte não por ser custeado com recursos públicos. 

Ainda não há informações sobre as circunstâncias do homicídio. 

O jornal entrou em contato com o Departamento de Polícia de Dearborn, responsável pelas investigações, mas não obteve retorno até a atualização mais recente desta reportagem.

Fonte: Globo Minas.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.