PL volta fechar comércio não essencial a partir desta segunda

 PL volta fechar comércio não essencial a partir desta segunda
Anuncie no Por Dentro de Tudo

Os estabelecimentos comerciais não essenciais serão novamente fechados em Pedro Leopoldo, a partir desta segunda-feira (22), para avaliação dos resultados da estratégia de isolamento intermitente. A ideia é que o comércio não essencial permaneça fechado até o dia 28 de junho. Depois disso, a prefeitura vai definir novas normas a serem adotadas em julho. A cidade tem, atualmente, 46 casos confirmados de Covid-19.

Neste período, poderão funcionar, sem aglomeração, com meia porta ou agendamento, supermercados, padarias, sacolões, açougues, frigoríficos, postos de combustível, casas de ração, laboratórios, farmácias, mecânicas, borracharias, lojas de conserto de celular, materiais de construção, distribuidoras de gás e água, óticas, chaveiros, armarinhos, lojas de aviamentos, serviços funerários e serviços de telecomunicação. Clínicas médicas e odontológicas podem funcionar em regime de urgência, e bares, restaurantes e lanchonetes, nos modelos de delivery e retirada no local.

A estratégia de isolamento intermitente foi adotada em maio e determina a abertura de grupos de comércios por três semanas, com o cumprimento de determinações sanitárias, e o fechamento dessas atividades na quarta semana. Esse tempo de interrupção visa à análise da eficiência e segurança da medida e à redução da velocidade de transmissão do coronavírus.

Na primeira vez em que o isolamento intermitente foi colocado em prática, de 4 a 24 de maio, os resultados foram positivos, conforme avaliação do município.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Fabrício Simões, a estratégia é baseada em dados que consideram as necessidades econômicas e sanitárias do município. “O Comitê de Enfrentamento ao Covid toma a decisão baseado em diversos aspectos, mas sempre buscando a retomada segura das atividades comerciais”, afirma.


error: Conteúdo bloqueado para cópia !!