Professor é indiciado por estupro de vulnerável após suposto abuso em escola de BH

Um professor de educação física, de 60 anos, vai ser indiciado por estupro de vulnerável e importunação sexual. A Polícia Civil divulgou a evolução do caso nesta segunda-feira (20), após a conclusão das investigações. O homem trabalhava em uma escola da rede estadual no bairro Sagrada Família, na Região Leste de Belo Horizonte. 

Os investigadores concluíram que o crime ocorreu com três meninas. As vítimas, com idades de 13 e 14 anos, relataram os abusos à direção da unidade. O caso foi denunciado à Polícia Militar em maio deste ano. 

Segundo a delegada Thais Degani, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente, o suspeito foi indiciado com base em uma decisão recente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que esclarece o teor do crime de estupro de vulnerável.

“O STJ decidiu que a prática de ato libidinoso com menor de 14 anos é crime de estupro de vulnerável, independentemente da superficialidade da conduta, logo, não é possível desclassificar o ato para importunação sexual”, afirmou.

A pena para o crime varia de 8 a 15 anos de prisão.

Fonte: Globo Minas.

Publicidade

Previous
Next
error: Conteúdo bloqueado para cópia !!