Sete Lagoas disponibiliza posto fixo de vacinação antirrábica no Terminal Urbano até 19 de novembro

 Sete Lagoas disponibiliza posto fixo de vacinação antirrábica no Terminal Urbano até 19 de novembro
Anuncie no Por Dentro de Tudo

A Prefeitura de Sete Lagoas – por meio da Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – promoveu no último sábado, 16, o Dia D da campanha anual de vacinação contra a raiva em cães e gatos. A imunização ocorreu em diversos pontos da cidade.

Para os tutores que não conseguiram levar seus animais nesse sábado, a Prefeitura disponibiliza um posto fixo de vacinação antirrábica no Terminal Urbano até o dia 19 de novembro, de segunda a sexta, de 08h às 16h. Para os cães, os donos devem colocar coleira, guia ou corrente para que a vacinação aconteça de forma segura. No caso dos gatos, levar em caixas de transporte e de preferência, levar uma toalha para a contenção.

A Raiva
A forma mais comum de transmissão da doença é através do contato com a saliva do animal raivoso via mordeduras, arranhaduras e lambeduras. O vírus da raiva pode infectar todos os mamíferos, provocando a morte em quase todos os casos. A vacinação é gratuita e, para serem imunizados, os animais devem possuir mais de três meses de idade e não podem estar doentes. Não é necessário levar documentos. “A vacinação deve ser reforçada anualmente, então, mesmo que o animal já tenha recebido a vacina em campanhas anteriores, é preciso vacinar novamente este ano”, avisa o secretário municipal de Saúde, Dr. Flávio Pimenta.

É obrigação do tutor manter a vacinação antirrábica em dia. Diversas medidas podem ser tomadas para evitar a transmissão do vírus. “Ter cuidado ao se aproximar de cães e gatos sem donos, não mexer ou tocar quando os mesmos estiverem se alimentando ou dormindo. Nunca tocar em morcegos ou outros animais silvestres diretamente, principalmente quando estiverem caídos no chão ou encontrados em situações não habituais – nestes casos, prender com um balde e entrar em contato com o CCZ”, explica a coordenadora do CCZ, Patrícia Silveira. Os sintomas da raiva são inespecíficos e na maioria dos casos há alteração de sensibilidade no local da mordida. Se acontecer algum acidente com mordidas ou arranhaduras, deve-se procurar o Hospital Municipal.

Desde a inauguração do Centro de Controle de Zoonoses, em 2003, não houve registros de raiva canina, felina ou humana em Sete Lagoas. Segundo dados epidemiológicos, desde 1990 não foram registrados casos de raiva na cidade. Mais informações: (31) 3771-5796, de segunda a sexta de 08h às 17h.

CAMPANHA DE VACINAÇÃO ANTI-RÁBICA NA ZONA RURAL
A Prefeitura também iniciou a vacinação na zona rural. Confira abaixo local, data e horário:


error: Conteúdo bloqueado para cópia !!