Tanqueiros descartam greve pelos próximos 30 dias em Minas

Após assembleia realizada nesta sexta-feira (13), os tanqueiros de todo país anunciaram que não irão parar pelos próximos 30 dias. De acordo com Irani Gomes, presidente do Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtaque-MG), a categoria vai aguardar, até dia 13 de junho, posicionamento da Petrobras e dos governos estadual e federal sobre o preço do diesel cobrado atualmente.

 Caso os valores dos combustíveis não entrem em queda, os tanqueiros podem parar em todo o Brasil. “Vamos dar 30 dias para a Petrobras explicar sua política de preços. Buscamos mudanças. Vamos dar também 30 dias para o governo estadual reduzir o ICMS, imposto que incide no valor dos combustíveis. Vamos dar o mesmo prazo para o governo federal apresentar propostas para a redução dos combustíveis. Caso não exista a queda nos preços, a categoria pode cruzar os braços em cenário nacional,” destacou o presidente do Sindtanque.

Vale lembrar que a Petrobras anunciou forte reajuste na tabela de preços nesta semana, o que causou uma onda de indignação entre os caminhoneiros autônomos e aqueles que atuam por empresas. A tendência é que o governo federal se mobilize nos próximos dias para tentar reduzir o valor cobrado atualmente, bem como frear uma possível onda de manifestações dos caminhoneiros em todo o país.

Publicidade

Previous
Next
error: Conteúdo bloqueado para cópia !!