fbpx
quinta-feira, 30 de maio de 2024

Contato

Ex morador de São José da Lapa é preso por fingir ser policial civil e divulgar vídeos íntimos na internet

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

Um homem de 29 anos foi detido pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) sob acusações de se passar por um escrivão da instituição para enganar suas vítimas, além de compartilhar vídeos íntimos delas na internet. Mayk, que é vendedor de balas, utilizava-se de uniformes da PCMG para sustentar sua farsa e obter vantagens indevidas em estabelecimentos comerciais de Belo Horizonte, incluindo restaurantes e casas noturnas.

De acordo com o delegado Alessandro Santa Gema, as investigações tiveram início em 2022, após denúncias sobre o comportamento suspeito do indivíduo. Na ocasião, o celular do homem foi apreendido, revelando a existência de mais de 160 vídeos de relações sexuais envolvendo dezenas de mulheres.

Além da divulgação não autorizada de conteúdo íntimo, algumas vítimas foram alvo de extorsão e ameaças por parte do suspeito. Ele exigia dinheiro ou “favores sexuais” para evitar a exposição das imagens na internet. Embora inicialmente apenas três mulheres tenham denunciado o acusado, a polícia acredita que muitas outras podem ter sido afetadas por suas ações, sem sequer saberem.

O delegado também revelou que Mayk já se passou por diversas outras identidades para atrair suas vítimas, incluindo estudante de odontologia e direito, modelo e trader do mercado financeiro. O suspeito tem um histórico criminal que inclui passagens por furto de celulares e violência doméstica.

O homem foi indiciado pelos crimes de usurpação de função pública e registro não autorizado da intimidade sexual.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.