fbpx
sexta-feira, 14 de junho de 2024

Contato

Motoristas reclamam da Iluminação precária na MG-010

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

Motoristas que transitam pela rodovia MG-10, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, estão expressando preocupações devido à iluminação deficiente em vários trechos da via. Alguns pontos da rodovia não contam com iluminação adequada, enquanto em outros, as luzes dos postes piscam intermitentemente.

A equipe do Estado de Minas percorreu um trecho da rodovia até o trevo de Vespasiano e identificou que nas saídas 17A (sentido BH) e 18A (sentido Confins), a rodovia se encontra praticamente sem iluminação. Além disso, no Km 23 Sul, a iluminação dos postes apresenta falhas intermitentes.

Os motoristas, como o empresário Cláudio Guimarães, de 58 anos, que utiliza a via regularmente, estão particularmente preocupados com a falta de iluminação, especialmente em relação às motocicletas. Ele ressalta que o número de motocicletas sem iluminação é alarmante nesse trecho e que a falta de iluminação pública dificulta a visibilidade, mesmo com o farol do carro ligado. Guimarães também menciona a ocorrência de atropelamentos de animais na pista, incluindo capivaras, cachorros e animais silvestres.

Outro motorista que preferiu não se identificar destaca que a iluminação na rodovia é insatisfatória e que, apesar de a obra ser recente, os problemas persistem. Ele nunca testemunhou reparos sendo realizados para solucionar as questões de iluminação, que, aliás, se agravaram ao longo do tempo. Ele enfatiza a importância da iluminação adequada para a segurança dos motoristas, destacando os riscos decorrentes da distração causada pela iluminação intermitente dos postes.

O especialista em Medicina do Tráfego e diretor científico da Associação Mineira de Medicina do Tráfego (Ammetra), Alysson Coimbra, enfatiza que a iluminação é fundamental em uma rodovia para garantir que todos os usuários, sejam pedestres, ciclistas, motociclistas ou motoristas, possam ser vistos adequadamente. Ele destaca que a falta de iluminação em rodovias aumenta o risco de acidentes, particularmente atropelamentos e colisões, e coloca em perigo a segurança de pedestres e ciclistas.

Coimbra observa que, em rodovias que atravessam áreas urbanas densamente povoadas, a iluminação da via é um serviço essencial e obrigatório do município. Além disso, ele ressalta que a falta de visibilidade resulta em tempos de reação mais lentos para os motoristas, aumentando os riscos. Quanto aos postes com luzes piscantes, ele esclarece que isso não está em conformidade com os padrões de iluminação pública e deve ser corrigido.

Em resposta, o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) afirmou que a iluminação de rodovias estaduais não faz parte dos projetos de engenharia rodoviária elaborados ou contratados pelo órgão. Após a entrega da rodovia, a responsabilidade pela instalação desse tipo de serviço cabe à prefeitura local. A reportagem procurou a Prefeitura de Vespasiano, mas não obteve resposta até o momento. A questão da iluminação irregular na rodovia MG-10 continua sendo uma preocupação para os motoristas e a segurança viária.

Fonte: Estado de Minas – crédito: Marcos Vieira /EM/DA. Press

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.