fbpx
domingo, 14 de julho de 2024

Contato

Sete Lagoas agora tem uma Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

Sete Lagoas se tornou referência em Minas Gerais quando a pauta é a defesa dos direitos e a proteção das mulheres. Uma conquista graças a Prefeitura que é uma das poucas do Estado a implantar uma Secretaria Municipal da Mulher. Com isso, as ações são contínuas e a mais recente foi à criação da Rede Municipal de Enfrentamento à Violência contra a Mulher. A proposta foi apresentada e oficializada nesta quarta-feira, 3 de julho, no auditório da Faculdade Atenas.

A Prefeitura é representada por diversas secretarias municipais e conta com a parceria do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos das Mulheres e instituições como Judiciário, Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar. “Mais uma ação coordenada por nossa Secretaria da Mulher que reúne órgãos que atuam na linha de frente deste grave problema. Este evento também foi importante por apresentar proposta para combater à violência contra as mulheres”, destacou o prefeito Duílio de Castro. “Uma equipe multiprofissional está na liderança para qualificar pessoas que possam atuar na rede”, completou o vice-prefeito Dr. Euro de Andrade.

A violência contra as mulheres ocorre de diversas maneiras, desde pequenos registros de violência doméstica até os mais extremos como os feminicídios. A atuação em rede será fundamental no combate a esta prática criminosa. “Precisamos pensar como uma rede efetivamente que envolva áreas diversas como Saúde, Educação e Assistência Social, pois a violência atinge as mulheres em diversos setores. Com este alinhamento, a possibilidade de sucesso é mitigação dos casos de violência doméstica é muito maior”, ressaltou Maria Paula Monteiro Machado, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

O seminário foi coordenado pela Secretaria Municipal da Mulher que comemorou a integração de importantes parceiros, apresentou um balanço de realizações e anunciou outra conquista que será formalizada nesta sexta-feira, 5 de julho, a implantação da Casa de Acolhimentos da Mulher. “Estamos muito felizes com esta união. Isso é essencial para que o combate à violência seja efetivo. Apresentamos nossas ações nos seis meses de atuação da Secretaria da Mulher e foram mais de 30 palestras com esta temática, formalização de parcerias, a criação desta rede e a implantação da Casa de Acolhimento”, declarou Dra. Karine Araújo, secretária municipal da Mulher.

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.