fbpx
sexta-feira, 14 de junho de 2024

Contato

Polícia investiga morte de delegado aposentado queimado dentro de casa em Sete Lagoas

Por Dentro De Tudo:

Compartilhe

A Polícia Civil de Minas Gerais está investigando a morte do delegado aposentado Hudson Maldonado Gama, de 86 anos, que foi queimado dentro de sua casa em Sete Lagoas, na Região Central do estado, nesta quarta-feira (22). O principal suspeito do crime é um homem de 52 anos, que chegou ao local em uma moto, invadiu a residência e usou gasolina para atear fogo no imóvel.

Quem era a vítima?

Hudson Maldonado Gama era um delegado aposentado, casado há 19 anos. Ele estava em um delicado estado de saúde após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) há seis meses e necessitava de cuidados especiais 24 horas por dia.

Qual a linha de investigação?

A Polícia Civil suspeita que o crime foi motivado por vingança. Testemunhas relataram que o suspeito mencionou uma “dívida de 18 anos” antes de cometer o ato.

Como aconteceu o crime?

Por volta do meio-dia, o suspeito tocou o interfone da casa de Hudson, alegando ser de uma farmácia. A cuidadora da vítima desconfiou, mas foi forçada a abrir o portão sob ameaça. O suspeito entrou na casa com uma faca e um galão de combustível. Após a cuidadora ouvir um grito de dor, o corpo de Hudson foi queimado dentro da residência. O suspeito também roubou o celular da vítima antes de fugir em uma moto.

Quem é o suspeito?

O suspeito, identificado como um homem de 52 anos, foi visto fugindo do local em uma moto. A Polícia Militar conseguiu identificá-lo com a ajuda de câmeras de segurança e outras informações, mas ele ainda estava sendo procurado até o fim da noite de quarta-feira.

O que falta esclarecer?

As autoridades ainda investigam se o motivo da vingança está relacionado ao período em que Hudson era delegado ou aos anos em que trabalhou como advogado criminalista. Segundo a delegada Fernanda Mara de Assis Costa, Hudson era um renomado advogado criminalista na comarca.

A investigação continua em andamento para esclarecer todos os detalhes e motivos do crime.

Fonte: Globo Minas. Foto: Redes Sociais

Encontre uma reportagem

Aprimoramos sua experiência de navegação em nosso site por meio do uso de cookies e outras tecnologias, em conformidade com a Política de Privacidade.